GRUPO HORVICRISTO

GRUPO HORVICRISTO
AÇÃO SOCIAL - SEJA UM MANTENEDOR DESTA OBRA. LIGUE (21 9570 6926 - 2616 7622 - 8693 0926 )

Páginas

terça-feira, 13 de abril de 2010


Bombeiros localizam mais corpos no morro do Bumba na manhã desta terça

Vítimas estariam em uma pizzaria no momento do deslizamento

A equipe de resgate do Corpo de Bombeiros que trabalha no morro do Bumba, em Niterói, região metropolitana do Rio, encontrou mais seis corpos soterrados na região por volta das 9h30 desta terça-feira (13). No horário, eles ainda tinham sido retirados dos escombros, apenas foram localizados, e também não foram contabilizados no número oficial dos bombeiros.

De acordo com os bombeiros, quatro vítimas estariam em uma pizzaria no momento do desabamento. A movimentação para retirar os corpos já começou. Com eles, o número de soterrados no morro do Bumba deve subir para 42 e o número de mortos na região para 43, já que uma mulher faleceu no hospital.

O Corpo de Bombeiros confirmou, por volta das 8h30 desta terça-feira, que o número de mortos no Rio por causa das chuvas que atingiram o Estado na semana passada subiu para 238. Segundo o órgão, há 161 feridos desde a última segunda-feira (5). Os três corpos encontrados nesta manhã no Bumba ainda não foram contabilizados oficialmente, pois ainda não foram para o posto do IML (Instituto Médico Legal) montado na região.

Um gerador encontrado em meio aos escombros no morro do Bumba pode ajudar a equipe de resgate a saber com mais precisão quantas casas foram atingidas pelos deslizamentos. De acordo com o coronel do Corpo de Bombeiros, Mário da Cruz, a Ampla, concessionária de energia elétrica da região, pode informar quantas casas eram abastecidas no momento da tragédia.

Cruz informou, ainda, que os bombeiros estão usando GPS para realizar o mapeamento do local e descobrir onde há mais vítimas. Nesta terça, as buscas estão concentradas em quatro imóveis, entre eles uma pizzaria, onde o dono, a mulher e os filhos estavam na hora da tragédia.

Cruz afirmou que com base em informações de moradores e parentes, ainda há pelo menos 32 pessoas desaparecidas. Já na segunda-feira (12), o presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais, Claudio Almeida, declarou que em um cruzamento com base no cadastro de pessoas escritas no programa Médico da Família, da Prefeitura de Niterói, na lista de mortos do IML (Instituto Médico Legal) e em outra feita por moradores, ainda haveria 54 desaparecidos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário