GRUPO HORVICRISTO

GRUPO HORVICRISTO
AÇÃO SOCIAL - SEJA UM MANTENEDOR DESTA OBRA. LIGUE (21 9570 6926 - 2616 7622 - 8693 0926 )

Páginas

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Niterói vai demolir 820 casas em áreas de risco, diz prefeito


Cidade tem cerca de 130 pontos com risco de deslizamentos

O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, afirmou nesta quarta-feira (14) que cerca de 820 casas em áreas de risco do município serão demolidas. As demolições, segundo ele, já foram iniciadas no morro do Estado e na estrada da Cachoeira, onde ocorreram deslizamentos com mortes.

Segundo ele, essas famílias que terão as casas demolidas vão receber durante três meses o aluguel social. O prefeito afirmou que estuda a possibilidade de aumentar esse benefício de R$ 375 para R$ 500, sob o argumento de que Niterói é uma cidade menor que o Rio de Janeiro e que, consequentemente, tem aluguel mais caro.
O prefeito disse que ainda não tem o número exato de famílias que vivem em áreas de risco, mas afirmou que Niterói possui cerca de 130 pontos com risco de deslizamentos. Segundo ele, 70% do relevo da cidade é acidentado e que toda essa área é considerada de risco.

Questionado sobre projetos habitacionais, ele disse que a administração municipal poderá usar um projeto feito por ex-alunos da UFF (Universidade Federal Fluminense) para a construção de casas de maneira mais rápida, mas não informou quantas casas serão construídas tampouco quando as obras serão iniciadas.

Ele disse também que, em parceria com a UFF, vai criar um órgão que ficará responsável pelo monitoramento constante das encostas de Niterói. Esse órgão, que se chamará Geo-Nit, funcionará nos moldes da Geo-Rio, com técnicos especializados.

Com a volta às aulas em 11 escolas municipais que estavam funcionando como abrigo das vítimas das chuvas, as famílias serão removidas para uma unidade desativada do Exército no bairro do Barreto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário